Archive for julho \31\UTC 2011

O Pínus no Brasil e em Florianópolis

O gênero Pinus tem origem no hemisfério norte e foi introduzido no Brasil incialmente no estado de São Paulo, onde os primeiros experimentos foram realizados pelo Serviço Florestal – atualmente Instituto Florestal de São Paulo – no ano de 1936, com espécies vindas da Europa. Em 1947 foram importadas dos Estados Unidos as primeiras sementes de Pinus elliottii; e no ano seguinte se iniciou um programa de fomento para povoamentos florestais com a distribuição de plantas de Pinus radiata, espécie que se demonstrou incapaz de desenvolver nas condições brasileiras.

Pinus elliottii - Fonte: Wikipédia

No final do ano de 1955, o Serviço Florestal de São Paulo, animado com o comportamento promissor de Pinus elliottii, iniciou um amplo plano de replantio de seus experimentos, o ritmo das plantações foi aumentando nos anos seguintes, graças a uma organização de viveiros que abasteciam a crescente demanda por mudas. Em 1964 os planos de plantios alcançam os 60 milhões de árvores plantadas em 16 unidades experimentais, com uma área total ocupada de 54.000 hectares. A iniciativa privada também passa a desempenhar um papel importante, como foi o caso da Companhia Melhoramentos de São Paulo, considerada como a entidade pioneira na área de plantio com coníferas.

Em Florianópolis, a introdução do gênero Pinus remonta da década de 1960, quando o governo do Estado de Santa Catarina, ao criar a Estação Florestal do Rio Vermelho, estabeleceu o plantio experimental de 25 espécies de Pinus para verificar a viabilidade da produção florestal em “áreas improdutivas”.

 As sementes do pínus por serem aladas, se dispersam com o vento com muita facilidade, o que fez com que  se instalassem na localidade do Parque Municipal das Dunas da Lagoa da Conceição, vindas de localidades próximas. O parque é considerado a segunda área mais contaminada pelo gênero na ilha, onde o manejo é fundamental para a preservação das espécies nativas.

Semente de Pinus sp.

Fontes:

Instituto Hórus, http://www.institutohorus.org.br/download/fichas/Pinus_sp.htm, acesso em 30 de julho de 2011.

Projeto Parque Estadual do Rio Vermelho, http://www.gipedu.ufsc.br/site/index1.php?link=conservacao, acesso em 30 de julho de 2011.

Histórico de controle

A partir de agora temos uma página nova no próprio blog, dedicada ao registro de todos os pinus retirados nas saídas de campo.

Os pinus, retirados pelos motosserristas e pelos voluntários,  serão contabilizados em uma tabela com atualizações após cada saída.

A nova página  intitulada “Histórico de controle”, pode ser acessada no menu de páginas acima no início do blog, ou clicando AQUI.

Saída do dia 15/07/11

Dia 15/07 foi realizada a última saída de campo deste semestre, onde contamos com a presença de 11 participantes.

Os participantes conseguiram retirar 6764 plântulas de pinus.

Segue abaixo, algumas fotos da saída de campo:

Participantes retirando plântulas de Pinus

Participantes da saída de campo!

Agradecemos a presença dos participantes e avisamos que no proxímo semestre, teremos definidas as datas das próximas saídas de campo.

%d blogueiros gostam disto: